Os 5 erros mais imperdoáveis do Troféu Imprensa 2018

Presença de Sérgio Chapelin (Globo) foi uma das únicas coisas boas do Troféu Imprensa 2018 (Foto: Divulgação/SBT)

Um dos prêmios mais longínquos e populares de nossa televisão brasileira trata-se do Troféu Imprensa, o qual premia artistas e produtos das principais emissoras nacionais. Apesar de ser menos restritivo se comparado, por exemplo, ao Melhores do Ano, da Globo, a premiação comandada por Silvio Santos peca por ter seus indicados elegidos pelo público da Internet. Nessa ótica, esta coluna elenca os 5 erros mais imperdoáveis ocorridos na edição 2018 da premiação exibida no SBT.

Entre as três novelas mais votadas pelo público da Internet para concorrer ao Troféu, foram eleitas A Força do Querer, Carinha de Anjo (acreditem) e Pega Pega (ACREDITEM!). Como assim, produção? Novo Mundo facilmente merecia desbancar uma das duas últimas na disputa de melhor novela do ano, por exemplo.

Por sua vez, Pânico na Band, Escolinha do Professor Raimundo e A Praça é Nossa foram os indicados à categoria Melhor Programa Humorístico. O primeiro até já encerrou suas atividades. O segundo apresenta um forte desgaste. E o terceiro tem seus méritos, porém, não merece levar todos os anos, como ocorre. O fato é que faltou o melhor programa humorístico da atualidade: Tá no Ar: a TV na TV.

Um dos maiores erros talvez tenha sido na categoria Melhor Cantora

Como assim Anitta não figurou entra as indicadas? O 2017 na música não foi dela? Há algo muito errado, na verdade. Ivete Sangalo, Joelma e Marília Mendonça compuseram as indicações. As duas primeiras definitivamente não mereciam tamanho destaque para um ano completamente mediano em termos de atuação musical. A última até mereceria o troféu, caso Anitta não tivesse feito mais sucesso e não tivesse conquistado espaço até internacional com seu talento no mercado musical.

Coringa no SBT, Chaves tem mais que o dobro da audiência da Record no domingo

À categoria Melhor Ator, Marcos Pigossi (A Força do Querer), Caio Castro (Novo Mundo) e Rodrigo Lombardi (A Força do Querer) foram indicados. Marcos Pigossi e Caio Castro até mandaram bem em suas respectivas atuações, entretanto, a ausência de Emílio Dantas entre os indicados aponta um grande erro da sexagésima edição do Troféu Imprensa, pois impossibilitou sua vitória pelo aclamado Rubinho de A Força do Querer.

Categoria Melhor Dupla Sertaneja (Foto: Reprodução/SBT)

O 5º erro imperdoável trata-se de uma categoria em si. Simone & Simaria, Bruno & Marone e Maiara & Maraísa foram os indicados na categoria Melhor Dupla Sertaneja. Quê?! Que categoria impertinente para uma premiação televisiva…

O desejo que fica é que seja revisto o modus operandi do Troféu Imprensa. Por menos indicações aleatórias e mais credibilidade à tradicional premiação.

Contatos: danyl[email protected] | @Ligado_na_TV | @JuniorDanyllo

As opiniões emitidas neste texto são de inteira responsabilidade do autor, não correspondendo, necessariamente, ao ponto de vista do TV Foco

Fonte: TV Foco

Comentarios

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here