Justiça toma decisão sobre cunhado de Ana Hickmann acusado de homicídio

Ana Hickmann em entrevista à Record na época em que sofreu atentado (Foto: Reprodução/Record)

Gustavo Correa, cunhado da apresentadora da Record Ana Hickmann, acusado de matar Rodrigo Augusto de Pádua, que cometeu atentado contra a artista em 21 de maio de 2016, foi julgado pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), que tomou decisão sobre o caso.

Em decisão publicada na tarde desta terça-feira (03), a juíza Âmalin Aziz Sant’Ana, do 2º Tribunal do Júri de Belo Horizonte, absolveu Gustavo porque considerou que ele agiu em legítima defesa. “Ficou demonstrado, durante a instrução do feito, que os disparos efetuados pelo réu foram sequenciais, e não efetuados da forma como narrado na denúncia, que dizia que isso ocorreu com a vítima já desfalecida no solo, impossibilitada de oferecer qualquer resistência”, afirmou a magistrada.

“Portanto, diante do conjunto probatório, entendo que a ação do acusado gravita na órbita da legítima defesa, uma vez que, diante da situação supramencionada, o réu se deparou com uma situação que colocava em risco a sua própria vida e a vida de terceiros que estavam presentes no local”, afirmou a juíza, que concluiu que não ficou comprovada a existência de “excesso culpável na legítima defesa”.

DENÚNCIA

Gustavo Correa, cunhado de Ana Hickmann
(Foto: Reprodução/Record)

Gustavo Corrêa foi denunciado pelo Ministério Público (MP) por matar um suposto fã da cunhada, a apresentadora de TV Ana Hickmann. O homem, que estava armado, invadiu o quarto onde a artista, sua irmã e o cunhado estavam hospedados em Belo Horizonte.

As partes ainda podem recorrer.

Fonte: TV Foco

Comentarios

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here